Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Música



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 BloG da Tamires
 Tamires Blogspot
 blônicas
 Quadrinhos!
 Eu no recanto das letras
  NEW!!! Meu blog musical
 QUADRINHOS !!! do João Marcos
 cariri cult
 morrendo pra sobreviver (meu blogspot)
 microcontos
 blog da nadia Rockenback
 joão rafa blog
 meu blog sobre educação
 meu blogspot
 Blog da Dani
 Blog do Sanini (guitarra da banda 3caras)
 Blog da Natália Mayrink
 Bar do Thiago


 
infinito particular


Este meu jeito de conhecer você

Conhecendo meu primo através do que ele escreve... Acho incrível esta possibilidade do conhecer que nos é permitido por meio da leitura. A leitura do olhar, a leitura do sorriso ou de versos e por ai vai! Existem inúmeras formas de se lê as inúmeras leituras da vida; de se lê e de se conhecer as pessoas da nossa vida. Agradeço por isso; Nem todos aqueles que queremos por perto está próximo o suficiente ou o quanto desejamos..

Lembro que uma vez me apaixonei (acho que é essa a palavra) por um poeta (se não era eu assim o enxergava) e juntamente com uma amiga me via desvendando suas composições. Se não me falha a memória foi a primeira vez que a leitura das palavras me fez aventurar na alma de quem as escreveu.

Conforme disse em outro parágrafo (com outras palavras, mas com a mesma essência) nem sempre me é permitido o conhecer lado a lado provocado, possibilitado pelo cotidiano e às vezes esse conhecer vem por outros meios.

Recentemente resolvi estabelecer alguns pontos e entre eles o da leitura diária. Não importando quantidade e sim o ato; a prática em si. Percebi ser durante a madrugada um bom horário. Então separo em impressões durante o dia o que imagino gostar de ler mais tarde. Separo principalmente textos de amigos escritores. De escritores que sou fã e que encho a boca ao dizer é meu amigo.

Esta noite de deparei com linhas que achava ser do Thiago, mas que eu não tinha muita certeza (não reconheci o papel usado na impressão). Como a leitura espalhou meu sono procurei outras folhas e ai sim encontrei os textos e poemas do “dossiê de lazzari”. Já na “segunda” leitura uma viagem. Gosto de escritores que dominam o simples. Escritores que convencem e nos fazem viajar em um poema improvisado no guardanapo de ontem.

O Thiago escreve assim. Escreve como meus favoritos escreveram um dia (ou como no caso do Veríssimo ainda faz), pois sabem eles, cronistas por vocação, que escrever um bom texto passa longe, mas muito longe de escrever palavras complicadas. Pois sabem que um texto quando é bom convence pela sua verdade. Quando é verdade não é necessário que se esconda no dificultar do entendimento do leitor.

 

Eu comecei falando sobre conhecer meu primo através do que ele escreve... Eu o conheço muito pouco, mas esse pouco que conheço aumenta significativamente a cada leitura. A cada viajar que o Thiago me possibilita quando sei que poucas linhas escritas por ele tem a capacidade de me conduzir pra longe.



Escrito por Delázari às 12:44:39
[] [envie esta mensagem] []



 Amor sem palavras Cinema mudo

Não é de hoje que venho cogitando a hipótese de me presentear com alguns CDs dos Paralamas. Pesquisei na internet, namorei vários e... Dia dois de janeiro foi efetuado o pagamento na lotérica mais próxima. Pronto! Agora era só esperar! Lembro da dificuldade, quando se é mais novo, de completar coleções (ou de comprar todos os lançamentos daquele artista/banda favorita). Sei também que o nível de dificuldade reflete consideravelmente na alegria da conquista mas... A ansiedade supera essas questões e o fato é que adulto vira criança quando vê chegar o carteiro com o tão esperado embrulho nas mãos.

Manhã de terça feira, dia sete de janeiro de dois mil e quatorze e ao primeiro contato com sua mãe a notícia: Chegou algo para você! Sua avó recebeu e disse que parece cd. Assim que consegui desci as escadas e atravessei ansiosa o portão. (das duas residências).

Como nem tudo são flores... ao abrir o pacote percebi que só havia chegado um dos cinco que havia encomendado e resolvi (por pirraça) que não me renderia ao primogênito Cinema Mudo enquanto os demais não chegassem. E dito isso torci para que não demorasse acontecer.

Horas depois, vendo TV com mãe escutei o interfone. Quando dei por mim... Outro pacote. E bem mais recheado do que o primeiro. Nele? O passo do Lui, Selvagem, Big Bang e Os grãos. (os quatro que faltavam) Eita! Eu não queria que demorasse mas...não imaginava que seria tão rápido.

Como promessa é dívida (e neste caso minha pirraça) deixa que eu comece minha tão esperada audição paralâmica com Cinema Mudo. O primogênito de oitenta e três.



Escrito por Delázari às 21:50:36
[] [envie esta mensagem] []




[ ver mensagens anteriores ]